Home

Dia Internacional da Mulher: UITA e Anistia Internacional co-parceiros em favor de ação por trabalhadores agrícolas de Zimbábue

22 February 2011 News
Versión para impresora

A UITA e Anistia Internacional se uniram em uma medida de ação no Dia Internacional da Mulher 2011 para destacar a situação dos trabalhadores e trabalhadoras agrícolas de Zimbábue e da dirigente exilada do seu sindicato, Gertrude Hambira. Membros e dirigentes do General Agricultural and Plantation Workers’ Union of Zimbabwe - GAPWUZ (sindicato de trabalhadores agrícolas e de plantações de Zimbábue) enfrentam permanente perseguição, intimidação e violência pela polícia daquele país, capangas do partido de governo e 'veteranos de guerra' por motivo de seu trabalho em defesa dos direitos dos trabalhadores/as da agricultura.

Desde o ano 2000, dezenas de milhares de trabalhadores/as da agricultura sofreram atos de violência e muitos foram despejados de fazendas agrícolas comerciais, perdendo suas casas e meios de subsistência.

A secretária-geral de GAPWUZ, Gertrude Hambira, foi forçada a fugir de Zimbábue em fevereiro de 2009, quando se converteu em alvo de perseguição por parte de agentes públicos. Entre novembro de 2009 e fevereiro de 2010, sua casa foi atacada por homens armados não identificados, sua família intimidada e os escritórios do sindicato invadidos.

Em fevereiro de 2010, Hambira foi convocada para a sede central da polícia em Harare. Um grupo de 17 oficiais da polícia de nível hierárquico, funcionários da força aérea, do exército e de inteligência a interrogaram sobre um relatório e documentário publicado por GAPWUZ, que continha depoimentos de primeira mão de assassinatos, torturas e violência contra trabalhadoras e trabalhadores agrícolas praticados por agentes do Estado.

Para chamar a atenção para esses abusos e ajudar a obter as mudanças necessárias, a UITA e Anistia estão colocando à disposição cartões postais dirigidos ao governo de Zimbábue exigindo que as autoridades

  • Garantam o retorno seguro de Gertrude Hambira ao país
  • Cessem as violações contra os direitos humanos e sindicais dos trabalhadores/as da agricultura
  • Permitam aos membros de GAPWUZ e a outros defensores dos direitos humanos realizarem seu trabalho sem medo de intimidação, assédio ou violência.

Solicitamos a todos os defensores dos direitos humanos e sindicais para distribuir cartões em forma massiva. A secretaria da UITA pode fornecer grandes quantidades em inglês, francês, português e espanhol (ler o cartão em formato pdf aqui). Eles são dirigidos ao Ministério do Interior em Harare, mas também podem ser assinados e entregues pelo correio em forma individual ou coletiva a uma representação diplomática de Zimbábue no seu país.

Seu apoio é crucial para o sucesso desta ação no Dia Internacional da Mulher e no decorrer do tempo. Ajude-nos a permitir que Gertrude Hambira retorne com segurança para o Zimbábue e possa levar adiante o seu trabalho sindical. Solicitem os cartões hoje em iuf@iuf.org!